User Settings

  • Background
  • Fade speed
  • Music
  • Text size
Choose a backgound theme.
Choose the speed the daily prayer fades between stages.
Choose music to play during the daily prayer.
Choose the size of the text for your daily prayer.

Oração diária - 2021-04-09

Presença de Deus

Lembro, enquanto aqui estou sentado(a), que
Deus me olha com amor e me sustenta.
Paro por um momento e penso nisto.

Liberdade

Deus não é alheio à minha liberdade:
só o Espírito pode encher de vida os meus desejos mais profundos,
conduzindo-me suavemente para o bem.
Peço a graça de deixar que o Espírito me encha e me conduza.

Tomada de Consciência

Existo numa teia de relações - com a natureza, com os outros, com Deus.
Identifico os laços que me unem às coisas, aos outros e a Deus
e agradeço a vida que através deles continua e se renova.
Algumas destas relações estão distorcidas ou foram cortadas:
posso sentir arrependimento, fúria ou desilusão.
Peço o dom da aceitação e do perdão.

A Palavra de Deus

João 21, 1-14

Jesus apareceu aos discípulos na margem do mar de Tiberíades. E apareceu deste modo: Estavam juntos Simão Pedro, Tomé, chamado Gémeo, Natanael de Caná da Galileia, os filhos de Zebedeu e outros dois discípulos de Jesus. Simão Pedro disse: «Eu vou pescar». Eles disseram: «Nós também vamos». Saíram e entraram na barca. Mas naquela noite não pescaram nada. Quando amanheceu, Jesus estava na margem. Mas os discípulos não sabiam que era Jesus. Então Jesus disse: «Rapazes, tendes alguma coisa para comer?» Eles responderam: «Não». Então Jesus disse: «Lançai a rede para o lado direito da barca e achareis peixe». Eles lançaram a rede e não conseguiam puxá-la para fora, devido à grande quantidade de peixe que apanharam. Então o discípulo que Jesus amava disse a Pedro: «É o Senhor». Simão Pedro, ouvindo dizer que era o Senhor, vestiu a roupa, pois estava nu, e lançou-se ao mar. Os outros discípulos, que estavam a uns cem metros da margem, foram na barca e puxaram a rede com os peixes. Logo que saltaram para terra, viram um peixe nas brasas e pão. Jesus disse: «Trazei alguns dos peixes que acabais de pescar». Então Simão Pedro subiu para a barca e arrastou a rede para a praia. Estava cheia de cento e cinquenta e três peixes grandes. Apesar de tantos peixes, a rede não rebentou. Jesus disse-lhes: «Vinde comer». Nenhum dos discípulos se atrevia a perguntar-Lhe quem era, pois sabiam que era o Senhor. Jesus aproximou-Se, tomou o pão e distribuiu-lho. Fez a mesma coisa com o peixe. Esta foi a terceira vez que Jesus, ressuscitado dos mortos, apareceu aos discípulos.

Algumas pistas sobre a leitura de hoje

Active
Default
  • Jesus dá-nos exactamente aquilo de que mais precisamos em cada momento ... mas não prescinde da nossa colaboração mesmo quando esta nos parece impossível, porque pensamos estar no nosso limite …
  • Naquele momento, os discípulos estavam exaustos e cheios de fome mas, ainda assim com alguma resistência, confiaram n’Aquele que os mandava de novo a pescar. E foram mais do que recompensados.
  • Quando foram tomar o pequeno-almoço também partilharam do que tinham conseguido pescar, mesmo que não sendo preciso. Jesus quer ter connosco uma relação e desta sairemos sempre mais “ricos”. Basta confiar, fazer apenas o que Ele manda.

Conversa

O que é que sinto quando rezo?
Sinto-me consolado(a), perturbado(a), indiferente?
Imagino Jesus aqui e agora, de pé ou sentado ao meu lado,
abro-lhe o coração e conto-lhe tudo.

Conclusão

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
Assim como era no princípio, agora e sempre.

Amen

Agradecemos o seu feedback acerca do site, sugestões de melhorias e comentários a respeito do significado pessoal da experiência de oração.

o site de oração criado pelos jesuítas irlandeses