Error message

Notice: Undefined index: und in sacred_space_retreat_preprocess_page() (line 137 of /home/patc1321/public_html/sacredspace.ie/profiles/annerprofile/modules/custom/sacred_space_retreat/sacred_space_retreat.module).

Error message

Notice: Undefined index: und in sacred_space_retreat_preprocess_page() (line 137 of /home/patc1321/public_html/sacredspace.ie/profiles/annerprofile/modules/custom/sacred_space_retreat/sacred_space_retreat.module).
  • Quietude

    Escute simplesmente a sua respiração, focando-se no inspirar e expirar

    Para esta sessão escute simplesmente a sua respiração, focando-se no inspirar e expirar. Para dentro e para fora. Para dentro e para fora. Para dentro e para fora, sem mudar o ritmo, apenas entrando no silêncio e na ação miraculosa, geradora de vida, de respirar. Imagine o nosso Deus, gerador de vida, fazendo exatamente o mesmo, e aproveite esta imagem para relaxar.
    Depois, quando se sentires interiormente calmo/a, pelo menos durante uns minutos, volte-se para Deus e diga-Lhe: ‘Aqui estou; fala, Senhor, que o(a) teu(tua) servo(a) escuta’.
     

  • Convite

    É bom saber que esta história vem no Evangelho de Mateus, imediatamente a seguir àquela que vimos na semana passada, a cura do leproso. Na sessão de hoje, ouvimos o relato em que Jesus cura o filho do Centurião. Imagine, mentalmente, o desenrolar da cena.

  • Escritura

    Mateus 8, 5-13

    Entrando em Cafarnaúm, aproximou-se dele um centurião, suplicando nestes termos: «Senhor, o meu servo jaz em casa paralítico, sofrendo horrivelmente.» Disse-lhe Jesus: «Eu irei curá-lo.» Respondeu-lhe o centurião:   «Senhor, eu não sou digno de que entres debaixo do meu tecto; mas diz uma só palavra e o meu servo será curado. 9Porque eu, que não passo de um subordinado, tenho soldados às minhas ordens e digo a um: ‘Vai’, e ele vai; a outro: ‘Vem’, e ele vem; e ao meu servo: ‘Faz isto’, e ele faz.»  Jesus, ao ouvi-lo, admirou-se e disse aos que o seguiam: «Em verdade vos digo: Não encontrei ninguém em Israel com tão grande fé! Digo-vos que, do Oriente e do Ocidente, muitos virão sentar-se à mesa do banquete com Abraão, Isaac e Jacob, no Reino do Céu, ao passo que os filhos do Reino serão lançados nas trevas exteriores, onde haverá choro e ranger de dentes.»  Disse, então, Jesus ao centurião: «Vai, que tudo se faça conforme a tua fé.» Naquela mesma hora, o servo ficou curado.

  • Reflexão

    Já pediu alguma coisa a Jesus?
    • ‘…quando entrou em Cafarnaum’; vemos que isto não se passa em Nazaré, onde Ele se sentia em casa, mas numa aldeia piscatória ativa, no cimo do Mar da Galileia, onde Jesus se estabeleceu durante a sua missão na Galileia. É aqui que exerce a Sua misericórdia. Para si, onde fica Cafarnaum? 
    • A pessoa que se aproxima dele, para nosso espanto, é um centurião, não Judeu e um membro profissional do exército ocupante. Jesus – misericórdia que cura, não se restringe ao ‘povo igual a nós’. E não apenas isso, mas este gentio e inimigo do povo, está, de facto, a pedir  a Jesus para fazer alguma coisa por ele e, portanto, em certo sentido, sabemos agora que tudo iria correr bem.  Já pediu alguma coisa a Jesus?
    • Depois ouvimos o relato do seu pedido: não é com ele que está preocupado, mas ‘o meu filho’ (ou possivelmente o meu ‘servo’ ou o meu ‘escravo’) e diz que ‘ele tem estado agitado,  terrivelmente atormentado, um paralítico em sua casa’ O que sentiu ao ouvir o Centurião?
    • Quanto à resposta de Jesus: imediatamente e sem refletir que este homem está ‘do outro lado’ diz: ‘Eu vou curá-lo’ com aquela confiança serena, marcante, em tudo o que Jesus diz. O que lhe diz a resposta de Jesus ( Eu vou curá-lo)?
  • Falar com o Senhor

    Lembra-se de alguma experiência da cura misericordiosa de Deus em Jesus?
    • Então esta história de misericórdia chega a um nível diferente quando o centurião diz humildemente: ‘Eu não sou digno que entres em minha casa’. Se Jesus fosse duma observância muito rígida, estaria totalmente correto; mas este gentio sabe com quem está a lidar: ‘mas diz uma palavra e o meu escravo ficará curado’. Ele sabe que Deus pode atuar em Jesus e não só para os judeus. Reflicta na razão que levou o centurião a querer impedir Jesus de ir a sua casa.
    • Porém, esta historia vai a um nível de fé muito mais profundo, segundo o comentário de Jesus, ‘eu vos digo que ainda não encontrei ninguém com tanta fé mesmo entre o povo de Israel’! Esta fé tão profunda faz-lhe lembrar alguém na sua vida? Esta história desafia a sua fé na cura misericordiosa de Jesus?
    • E ainda é mais para admirar com a visão de muitos não judeus que recebem a misericórdia de Jesus, e um pressentimento arrepiante dos opositores da religião de Jesus: ‘muitos virão do Oriente e do Ocidente sentar-se à mesa do Reino dos Céus com Abraão e Isaac, enquanto os herdeiros do Reino serão lançados fora na escuridão. Ali haverá choro e ranger de dentes’. Pensa, por vezes, que a misericórdia de Deus que cura se restringe apenas ‘ ao tipo de boas pessoas’?
    • A história acaba com uma conclusão notável: ‘Vai para casa, seja como acreditaste’, e ouvimos o evangelista a concluir a história: ‘e naquela mesma hora a criança ficou curada’. Lembra-se de alguma experiência da cura misericordiosa de Deus em Jesus? Fale com o Senhor sobre isto e leve-o consigo ao longo da nossa caminhada de Quaresma.
Página Inicial