User Settings

  • Background
  • Fade speed
  • Music
  • Text size
Choose a backgound theme.
Choose the speed the daily prayer fades between stages.
Choose music to play during the daily prayer.
Choose the size of the text for your daily prayer.

Marcos 12, 38-44

A Palavra de Deus

Continuando o seu ensinamento, Jesus dizia: «Tomai cuidado com os doutores da Lei, que gostam de exibir longas vestes, de ser cumprimentados nas praças, de ocupar os primeiros lugares nas sinagogas e nos banquetes; eles devoram as casas das viúvas a pretexto de longas orações. Esses receberão uma sentença mais severa.» Estando sentado em frente do tesouro, observava como a multidão deitava moedas. Muitos ricos deitavam muitas. Mas veio uma viúva pobre e deitou duas moedinhas, uns tostões. Chamando os discípulos, disse: «Em verdade vos digo que esta viúva pobre deitou no tesouro mais do que todos os outros; porque todos deitaram do que lhes sobrava, mas ela, da sua penúria, deitou tudo quanto possuía, todo o seu sustento.»

Marcos 12, 38-44
  • Algumas pistas sobre a leitura de hoje

    Inactive
    Default
    • Será que os meus actos estão de acordo com a responsabilidade do meu testemunho?
    • Não estarei também eu sujeito(a) à “sentença severa” daquEle que de mim, espera mais do que aquilo que tenho sido?
    • A caridade que pratico, desinstala-me de facto?
  • Algumas pistas sobre a leitura de hoje

    Inactive
    Default
    • O que significa, aos olhos do mundo de hoje, a palavra "mais"? Provavelmente algo de semelhante aos escribas de que Jesus fala no Evangelho: mais dinheiro, mais ostentação, mais poder, mais corpo, mais honras.
    • Seria bom que lêssemos repetidamente esta passagem de Marcos e perguntássemos a nós próprios o que resta em nós de "estilo escriba".
    • Confrontemos este critério de "mais" dos homens, com aquilo que é "mais" para Deus.
  • Algumas pistas sobre a leitura de hoje

    Inactive
    Default
    • O que significa, aos olhos do mundo de hoje, a palavra "mais"? Provavelmente algo de semelhante aos escribas de que Jesus fala no Evangelho: mais dinheiro, mais ostentação, mais poder, mais corpo, mais honras.
    • Seria bom que lêssemos repetidamente esta passagem de Marcos e perguntássemos a nós próprios o que resta em nós de "estilo escriba".
    • Confrontemos este critério de "mais" dos homens, com aquilo que é "mais" para Deus.
  • Algumas pistas sobre a leitura de hoje

    Inactive
    Default
    • Sou honesto? Preocupo-me em ser, ou em parecer?
    • Dou tudo o que posso, ou só o que não me faz falta? Faço-o com discrição?
    • Os doutores da lei são os modelos apregoados no nosso tempo: dinheiro, boas vestes, os primeiros lugares. Jesus avisa-nos contra este modelo de homem. E eu, que modelo tenho procurado ser?
    • A generosidade da viúva é profundamente comovente. Deu tudo o que tinha. E eu como administro o que tenho.
    • A propósito de generosidade, Teresa de Calcutá dizia: “O que não se dá, perde-se.” Dá que pensar.
  • Algumas pistas sobre a leitura de hoje

    Inactive
    Default
    • O que significa, aos olhos do mundo de hoje, a palavra “mais”? Provavelmente algo de semelhante aos escribas de que Jesus fala no Evangelho: mais dinheiro, mais ostentação, mais poder, mais corpo, mais honras.
    • Seria bom que lêssemos repetidamente esta passagem de Marcos e perguntássemos a nós próprios o que resta em nós de “estilo escriba”.
    • Confrontemos este critério de “mais” dos homens, com aquilo que é “mais” para Deus.
  • Algumas pistas sobre a leitura de hoje

    Inactive
    Default
    • Sou muitas vezes Doutor(a) da lei; sei tudo; percebo perfeitamente a Tua mensagem, até à mais ínfima vírgula; vejo todos os ciscos nos olhos dos outros e orgulho-me particularmente de até saber das minhas traves e dos meus próprios entraves. Sei isso tudo, mas dou trocos.
    • Senhor, ajuda-me a pôr-me inteiro(a) nas coisas, nas Tuas coisas, a sentir verdadeiramente e por dentro que o que sei  e percebo são trocos e que o que conta é o que dou e o que me entrego sem fazer contas nem fazer de conta.
  • Algumas pistas sobre a leitura de hoje

    Inactive
    Default
    • Através destas leituras, Jesus exorta-nos à verdade do nosso coração: o que sou e o que mostro; qual a verdadeira medida “interior” daquilo que dou; o juízo que faço das aparências.
    • Qual a minha verdade interior, aquela que partilho intimamente com o Pai? Não estarão as minhas ações também movidas por um certo farisaísmo?
    • Partilho efetivamente aquilo que é meu, ou o que me sobra? Os meus bens, o meu tempo, o meu genuíno interesse e compaixão pelo outro?
  • Algumas pistas sobre a leitura de hoje

    Active
    Default
    • Jesus aponta-nos o caminho da humildade e os exemplos e testemunho que nos dá reforçam o convite a uma vida discreta, sem honrarias mas assente no essencial. Como vivemos o quotidiano da nossa Fé?
    • Que uso faço da minha riqueza? Guardo ou partilho? E ofereço as sobras ou inteiramente tudo o que não necessito? A pobre viúva deu tudo o que tinha e o rico apenas se libertou do que lhe sobrava. A questão que Jesus nos coloca não é sobre a quantidade que partilhamos mas sim sobre a riqueza que guardamos. No fundo, qual é o nosso tesouro?

o site de oração criado pelos jesuítas irlandeses