User Settings

  • Background
  • Fade speed
  • Music
  • Text size
Choose a backgound theme.
Choose the speed the daily prayer fades between stages.
Choose music to play during the daily prayer.
Choose the size of the text for your daily prayer.

Convidamo-lo a criar um "Lugar Sagrado" no seu dia e a passar dez minutos a rezar, aqui e agora, em frente do computador, com orientações no ecrã e com a leitura escolhida especialmente para cada dia

Começar a Oração »

Para pensar e rezar durante esta semana

A ANUNCIAÇÃO – UM ATO DE FÉ

De novo, o anjo respondeu à sua preocupação principal: ‘O Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo estenderá sobre ti a sua sombra’ (Lucas 1:35). O anjo esclareceu que José, o noivo de Maria, não participaria na conceção daquela criança. Maria só tinha de dar o seu consentimento e aquela criança viria a existir através próprio poder criativo de Deus. Dado que a criança seria uma dádiva de Deus, e não de nenhum homem, o anjo Gabriel salientou que ‘aquele que vai nascer é Santo e será chamado Filho de Deus’ (Lucas 1:35). Filho de Deus por ser o Filho do Pai do Céu e não de um pai da terra. A relação única de Maria com Deus não seria comprometida.
Conhecemos tão bem a história da Anunciação que seria fácil tomar a fé de Maria como um dado adquirido. É fácil esquecermo-nos de que a mensagem do anjo Gabriel abriu a Maria um vasto e novo horizonte. O anjo não lhe Deus quaisquer garantias humanas, nem lhe mostrou um caminho familiar e seguro. Levou-a completamente para fora de qualquer zona de conforto. Tudo neste episódio extraordinário episode exigia um enorme ato de fé: já era difícil aceitar que um anjo lhe falasse, e ainda mais difícil acreditar que uma virgem pudesse conceber, mas quem poderia imaginar que uma mulher pudesse vir a ser a própria mãe de Deus! O anjo Gabriel pintava um quadro no limite do absurdo. Maria não se deteve na pura improbabilidade do que lhe era anununciado. Se o tivesse feito, ter-se-ia muito provavelmente recusado a acreditar. O centro de Maria era Deus. Acreditava suficientemente no poder e no amor de Deus para aceitar a mensagem que o anjo Gabriel lhe transmitiu. E mergulhou totalmente no oceano infinito de Deus, ao afirmar: ‘Eis a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra’ (Lucas 1:38).

Smile of Joy: Mary of Nazareth, Thomas Casey SJ
(páginas: 24-25)

o site de oração criado pelos jesuítas irlandeses